fbpx
Gestão financeira para farmácia: o que é e por que fazer?

Gestão financeira para farmácia: o que é e por que fazer?

Ter uma boa gestão financeira para farmácia é, acima de tudo, imprescindível para qualquer estabelecimento em funcionamento. Para se manter competitiva no mercado, as drogarias e farmácias devem saber gerir o negócio, sobretudo em relação às suas finanças para garantir o sucesso da organização, afinal, todas as áreas do varejo farmacêutico estão diretamente atreladas ao equilíbrio financeiro.

Em contrapartida, não é necessário especializar-se em gestão financeira para farmácias a fim de manter todos os demais departamentos do seu negócio em bom funcionamento. Contudo, é fundamental entender o básico do assunto para aplicar conceitos vitais e, assim, tornar os processos menos complexos. Portanto, se quer saber como fazer isso, está no lugar certo. Continue a leitura e entenda melhor sobre uma gestão eficiente!

O que é gestão financeira, afinal?

 

A gestão financeira de uma farmácia faz parte da administração, monitoramento, controle e planejamento das contas do negócio. O seu foco principal está em melhorar os resultados da organização, isto é, aumentar o lucro. Para tanto, deve-se utilizar métodos e ferramentas específicas a fim de obter resultados mais expressivos.

Em resumo, a gestão financeira é um departamento que tem por objetivo realizar a avaliação de todos os indicadores financeiros. Sendo assim, podem as drogarias e farmácias entender melhor sobre o trajeto tomado pela empresa em termos de objetivos organizacionais, bem como qual é o melhor caminho a seguir para atingi-los.

Dessa forma, por meio dessa gestão financeira, pode-se definir as operações que geraram ou não uma boa margem de lucro (ou prejuízo). Ademais, também é possível entender quais setores dependem de mais investimentos, bem como quais ações devem ser colocadas em prática para ter uma menor perda em relação à saúde financeira do seu negócio.

 

Qual é a importância da gestão financeira?

 

A gestão financeira é um setor de fundamental relevância para qualquer negócio, independentemente do seu porte. Afinal, por meio dela permite-se uma gestão mais eficiente dos recursos, facilitando o crescimento da drogaria e, garantindo assim, a opção de realizar novos investimentos.

Além disso, outro ponto muito importante, que está diretamente relacionado à saúde do seu negócio é que, quando bem aplicada, a gestão financeira permite a diminuição de despesas desnecessárias, bem como a alocação adequada de recursos. Dessa forma, quanto mais eficiente for, melhores serão as respostas alcançadas por sua farmácia.

Como fazer uma gestão financeira para farmácias na prática?

 

Aplicar boas práticas de gestão financeira em sua farmácia é o primeiro passo para consolidar-se neste ramo. Sendo assim, é essencial compreender que as ações podem variar de acordo com os seus objetivos, bem como o perfil do seu negócio. Contudo, algumas diretrizes básicas podem ser aplicadas de forma a gerar excelentes resultados.

Pensando nisso, elencamos abaixo os pontos mais relevantes da organização financeira para estabelecimentos farmacêuticos. Continue acompanhando a leitura e descubra como manter seu negócio sempre com as contas em dia!

Tenha um planejamento estratégico

 

Antes de qualquer coisa, é importante entender quais as metas e objetivos financeiros da sua farmácia. Sendo assim, adotar um planejamento estratégico pode contribuir para visualizar de forma mais ampla as operações do seu negócio, tornando também mais fácil a identificação de falhas, bem como a implantação de eventuais melhorias.

Mas, atenção: saiba que todo planejamento deve ser baseado em informações do seu próprio negócio. Sendo assim, é essencial levantar os dados da sua farmácia ou drogaria, para então passar a entender melhor sua atual situação financeira, já que assim evita-se cometer os mesmos erros.

 

Automatize a gestão financeira

 

Atualmente, com a disponibilidade de inúmeros recursos tecnológicos, a gestão financeira para sua farmácia não pode mais ser vista como coadjuvante, feita de qualquer forma ou ignorada. Verdade seja dita, utilizar softwares de gestão financeira é uma forma mais fácil e eficiente, já que ela auxilia no processamento de dados. Ademais, permite outros tipos de controle de gastos.

Ao adotar um sistema integrado de gestão financeira, por exemplo, você pode verificar todo o fluxo de caixa, estoque e compra de produtos. Consequentemente, pode-se minimizar erros e permitir uma visão mais abrangente sobre cada um dos setores do seu estabelecimento.

 

Separe as finanças pessoais das empresariais

 

Quando se trata da gestão financeira de uma farmácia, é muito comum encontrar gestores ou donos que não adotam o hábito de separar suas finanças pessoais e empresariais, muito embora este seja um erro grave. Não tão raro, a falta de atenção ou de conhecimento pode gerar retiradas sem controle, negativando as finanças da empresa.

Nesse contexto, manter as contas separadas e definir um pró-labore para uso pessoal são formas mais corretas de se gerenciar as finanças do seu negócio, sem gerar riscos ou prejuízos ao estabelecimento.

Ademais, é essencial entender que, caso esse tipo de cuidado não seja observado, o futuro do seu negócio pode ser severamente comprometido.

 

Faça o controle de estoque

 

Um estoque desorganizado pode ter influência negativa sobre a gestão financeira de qualquer farmácia. Isso porque, ao manter um grande volume de produtos estocados sem saída, significará um montante maior de recursos parados, menos fluxos de caixa e, consequentemente, menos capital disponível.

Em contrapartida, um estoque com poucos produtos pode gerar problemas da mesma natureza. Afinal, não dispor de itens para repor as gôndolas e prateleiras irá prejudicar o atendimento aos clientes, sobretudo aqueles que estão em busca de um medicamento sem estoque.

Para minimizar esse tipo de situação na gestão da sua farmácia, é fundamental, portanto, controlar o seu estoque, bem como registrar os produtos que entram e saem. Além de identificar mais facilmente aqueles itens com melhor saída, pode-se determinar onde estão os maiores percentuais de ganho, ou determinar o momento estratégico de se realizar ofertas e promoções.

Concluindo, a gestão financeira para farmácia é uma atividade de fundamental importância para o seu negócio. Como vimos, ela pode ter influência sobre os objetivos organizacionais, definindo o sucesso ou fracasso da sua empresa no ramo de varejo farmacêutico. Mesmo em estabelecimentos pequenos se pode utilizar dessas estratégias para gerar melhores resultados.

Viu como é importante contar com a tecnologia para garantir qualidade no trabalho e bons resultados financeiros? Pensando nisso, conheça agora mesmo o Vetor Farma.

 

Deixe de lado o controle financeiro por meio de planilhas e automatize o seu negócio agora mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.