fbpx

Análise SWOT para drogaria: saiba como avaliar forças e fraquezas

A Análise SWOT é uma ferramenta que pode ser utilizada para aprimorar o entendimento sobre os processos internos de uma empresa, bem como para avaliar fatores externos que podem comprometer o rendimento de qualquer negócio ou ainda ser aplicado como um diferencial de crescimento em razão das oportunidades.

De modo geral, por meio desse tipo de ferramenta é possível estabelecer metas, objetivos, traçar estratégias e planos de ação. Com isso, a análise SWOT para drogaria pode reforçar as fraquezas, destacar os pontos fortes do negócio e, ainda, minimizar eventuais riscos, já que permite um foco maior em oportunidades.

Pensando nisso, no post de hoje vamos mostrá-lo como avaliar as forças e fraquezas por meio dessa metodologia. Quer entender mais sobre este assunto? Então, continue a leitura!

Por que criar uma análise SWOT para a drogaria?

Para planejar adequadamente um negócio atrelado ao setor farmacêutico e assim estabelecer sua marca, é indispensável adotar estratégias como a análise SWOT. Afinal, por meio dessa metodologia é possível compreender melhor sobre as características preponderantes da sua drogaria, bem como o mercado em geral. Consequentemente, permite-se também estabelecer um planejamento de negócios bem estruturado.

Em termos práticos, a força e fraqueza analisada pelo gráfico SWOT representam basicamente os fatores internos da sua empresa. Logo, as oportunidades e ameaças estão atreladas aos seus fatores externos. Sendo assim, para estabelecer um gráfico você deve dispor todas as informações inerentes a estes agentes e, a partir disso, explorar o que pode ser melhorado na sua gestão.

Como montar uma análise SWOT para a farmácia?

O primeiro passo para fazer uma análise SWOT para drogarias é estabelecer um diagrama dividido em quatro partes distintas, conforme ilustrado pela figura abaixo:

Em cada uma das partes são estabelecidas as categorias que se referem à sigla SWOT. Isto é, no canto superior esquerdo, liste todas as forças do seu negócio. À direita, determine as suas principais fraquezas. Na sequência, coloque as oportunidades no canto inferior esquerdo e, ao seu lado, liste tudo aquilo que considera ser as principais ameaças no mercado de drogarias e farmácias.

Forças e fraquezas

Tendo em vista que as forças e fraquezas estão atreladas aos fatores internos, logo, é preciso encontrar tanto os pontos positivos quanto aqueles que podem ser melhorados em seu negócio. Para tanto, você deve verificar algumas questões, como:

  • qual o diferencial do seu negócio em relação à concorrência?
  • quais os aspectos mais elogiados da sua drogaria?
  • quais são os principais indicadores positivos?

Em contrapartida, para conhecer melhor a fraqueza do seu negócio é preciso entender melhor sobre o que os clientes mais reclamam, bem como avaliar os indicadores de baixo desempenho e até mesmo os processos que geram mais trabalho em sua farmácia.

Oportunidades e ameaças

As oportunidades e ameaças, por sua vez, são fatores externos ao seu negócio. Em outras palavras, refere-se a tudo aquilo que está atrelado ao mercado farmacêutico e aos concorrentes, por exemplo. Sendo assim, no quadro de oportunidades, é preciso determinar os potenciais competitivos do seu negócio.

Nesse caso, seria interessante considerar quais produtos podem ser incluídos na sua drogaria, que mudanças eventualmente poderiam ser aplicadas para melhorar a experiência de compra dos usuários, bem como os valores agregados podem incluir nos produtos ou serviços oferecidos.

Por outro lado, as ameaças demandam uma avaliação criteriosa sobre os fatores positivos em relação à concorrência. Nesse caso, pode-se observar alguns aspectos que precisam ser melhor desenvolvidos dentro do seu próprio negócio para melhorar o atendimento na sua drogaria.

Logo, pense nas ações que são desenvolvidas pela concorrência para atrair mais consumidores, como funcionam as farmácias que dividem a mesma região que a sua ou, ainda, quais são os pontos fortes ressaltados pelos consumidores da concorrência.

Como avaliar as forças e fraquezas na análise SWOT?

Confira, a seguir, novas dicas sobre como encontrar os detalhes do seu negócio na análise SWOT.

Forças

As forças de uma drogaria são as atividades realizadas que a destacam diante da concorrência. Se uma marca apresenta, por exemplo, o seu nome consolidado no mercado, esse é um ponto forte que merece ser destacado. Além disso, pode-se destacar outros pontos importantes em relação à força do seu negócio, como bom relacionamento estratégico, sistemas de gestão de estoque eficaz, boa equipe de colaboradores, entre outros fatores.

Fraquezas

Como já destacamos anteriormente, as fraquezas estão ligadas aos procedimentos internos que eventualmente podem comprometer o crescimento da sua drogaria. Basicamente, se trata de pontos que precisam ser amenizados. Vale destacar que, apesar de estarem dentro do controle da sua gestão, as fraquezas podem comprometer a execução dos objetivos organizacionais. Um bom exemplo de fraquezas são a adoção de procedimentos ultrapassados, bem como o uso de tecnologias ultrapassadas e até mesmo um software de gestão ineficiente são pontos que devem ser observados.

Oportunidades

As oportunidades se relacionam aos cenários que oferecem maior vantagem competitiva ao seu negócio. Uma farmácia que trabalha também com diferentes produtos de beleza e cuidados pessoais, por se tratar de uma categoria de maior volume de vendas, pode ser favorecida em relação ao desconto junto aos fornecedores do comércio varejista de produtos de perfumaria/cosméticos, além de itens farmacêuticos e artigos médicos. De modo geral, as oportunidades não podem ser controladas, mas, é possível se planejar para aproveitá-las sempre que possível.

Ameaças

Na contramão do que ocorre nas oportunidades, as ameaças nada mais são do que tudo aquilo que está relacionado ao ambiente desfavorável para sua drogaria. Isto é, uma farmácia que tem o seu principal produto encarecido em razão do aumento de matérias-primas no setor farmacêutico, já que se trata de forças externas que não se pode controlar.

Outros exemplos de ameaças são alterações na legislação, estabelecimento de outros concorrentes no mercado, entre outros fatores importantes. Logo, compete ao gestor da drogaria buscar meios para prever as ameaças, estabelecendo um plano de ações para contorná-las da melhor forma possível.

O que achou do nosso artigo? Quer ter mais controle sobre o gerenciamento da sua empresa? Então, não deixe de conhecer o Vetor Farma, sistema de gestão que pode contribuir para que sua farmácia ou drogaria cresça ainda mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *